Negócios

Oportunidades de Ouro

Encontros regionais são momentos únicos para sentir como está o clima organizacional e a percepção do negócio entre os colaboradores.

Para que o negócio cresça de forma sustentável, é necessário que os envolvidos se conscientizem sobre os benefícios das relações interpessoais. Desta forma, é necessário um alinhamento racional e maduro para encontrar o ponto de equilíbrio para satisfação de todas as partes envolvidas.

Na Depyl Action, alguns franqueados promovem encontros entre suas equipes para reforçar valores, lançar metas e alinhar os objetivos comuns.

No ultimo mês tive a oportunidade de vivenciar dois destes encontros. O interessante foi que, apesar de abordagens diferentes, conforme realidade do time local, ou edição do evento, em ambos pude perceber o mesmo engajamento e encantamento entre os envolvidos, reafirmando a importância de ações como estas para satisfação de colaboradores e o alcance de melhores resultados para o negócio.

A melhor maneira de motivar é fazer parte. Compartilhar sonhos, isso é o que move as pessoas.
Experimente, faz bem para você!

Gerir pessoas: 5 atitudes que auxiliam na motivação dos nossos colaboradores

Nossa missão: elevar a autoestima dos nossos clientes, através de um atendimento de qualidade, com foco no respeito da intimidade, resultando na plena satisfação e encantamento.

 

Manter um time satisfeito e alinhado à missão da rede não é tarefa fácil e ter a habilidade de motivar nossos profissionais é fundamental para a Depyl Action.

Segundo a jornalista Ilya Pozin, em seu artigo para a revista Time, um profissional não é motivado apenas por dinheiro, mas, dentre outros fatores, por um ambiente de trabalho agradável e pelo reconhecimento de seu gestor.

Pensando nisto, selecionei 5 maneiras simples que podem ajudá-lo a motivar os colaboradores da Depyl Action, desenvolvendo um time mais comprometido a cada dia e fortalecendo o seu posicionamento como líder, sem precisar recorrer a um aumento salarial:

 

 1. Seja generoso ao elogiar

O elogio é algo que todos querem receber, além de ser fácil de dar. O reconhecimento pelo gesto vai mais longe do que se imagina. Enalteça as contribuições que cada profissional oferece e observe seu time se esforçar para receber ainda mais.

2. Faça das suas ideias as ideias deles

Em vez de distribuir ordens, que tal fazer com que os funcionários sintam como se eles estivessem dando ideias? Frases como: “Eu gostaria que você fizesse assim” se transformariam em “Você acha que é uma boa ideia se fizermos assim?”

3. Seja ponderado ao criticar ou corrigir

Ninguém gosta de saber que está errado. Por isto, ao criticar ou corrigir seus colaboradores, seja claro em relação ao erro, evite palavras ofensivas e não os exponha aos colegas. Uma outra sugestão é tentar uma abordagem indireta para estimulá-los a não repetir a falha. Mas lembre-se que as pessoas precisam aprender com os próprios erros para que estes não se tornem recorrentes e só você conhece a melhor tratativa.

4. Dê liderança

Destaque os colaboradores que tiverem melhor desempenho e seus pontos fortes, faça dessa pessoa um exemplo para os outros. Levante a moral dela e lhe dê um pouco de liderança para que os demais se sintam motivados a ser a próxima referência no grupo. Mas fique atento! Repetir esta ação com o mesmo profissional consecultivas vezes pode gerar insatisfações e até mesmo discórdia.

5. Dê reconhecimento com pequenas recompensas

Crie pequenos desafios internos e recompense a equipe. Aos que se destacarem, além das bonificações mensais já praticadas, elogie, ofereça um jantar ou uma lembrancinha, mas não faça disso uma obrigação. Realize lanches coletivos para interação, comemore marcos, como o aniversário da loja, mas não fique  escravo das datas especiais. É o inesperado que surpreende.

Se você já pratica alguma destas ações com sucesso, deixe um comentário com seu relato.
A troca de experiências ajuda a melhorar, ainda mais, a nossa rede!

 

Fonte: Portal Administradores

A gestão do conhecimento


Nunca acreditei no formato vertical de  gestão. Depois que participei  do seminário Mindup que aconteceu aqui em Belo Horizonte no dia 14 de Agosto, pude confirmar que a gestão horizontal é uma tendência que vem crescendo. Até pouco tempo, o líder era detentor do conhecimento e delegava funções bem definidas a sua equipe e, as pessoas eram devidamente comandadas, obedeciam e executavam suas tarefas. As dificuldades que surgem com um mundo em mutação acelerada (que no meu caso, surgiu há muitos anos, com uma mãe-chefe em mutação acelerada) é que, muitas vezes, o líder não tem uma ideia clara das ordens necessárias para que seu time ajude na execução dos objetivos. A ideia é local, surge, brota em todos que fazem parte do time. O líder atual precisa ser o gestor de um fluxo de informações interagindo com seu time para absorver conhecimento, motivá-los e lhes dar um objetivo, um sentido único, uma meta. A propósito, quem é líder? O líder não é só Você ou Eu, o líder muitas vezes, é também quem está em contato com o seu cliente.

Faz bem para Você

Em 2012, a Depyl Action estreou na mídia nacional com a campanha “Faz bem para você”. As peças publicitárias criadas traduzem a essência de ser da rede.

Além de anúncios nas revistas Claudia, Boa Forma e Caras, a campanha foi veiculada nos canais de TV por assinatura GNT, MultiShow e Viva.

Durante as gravações do comercial, que acompanhamos de perto, buscamos orientar o diretor e os produtores da melhor forma, mostrando mesmo a nossa alma.

Tudo foi registrado e transformado num material que nos surpreendeu muito. Um making of, literalmente, emocionante.

Confira a seguir o VT da campanha e o making of.

Depyl Action Making Of Campanha “Faz bem pra Você” from Depyl Action on Vimeo.

Padronizar sim, fidelizar sempre

Quando se fala em franquias, o esperado é a padronização. Mas, será que manter o mesmo padrão arquitetônico é suficiente para garantir a satisfação do cliente? “One Brand Experience” é a mesma percepção da marca em qualquer loja. Entendo que se as pessoas envolvidas no processo não tiverem os valores da marca, a mesma “essência”, de nada adianta. E como garantir um atendimento padrão com mais de 1000 colaboradores em todo Brasil com diferentes realidades culturais? Ufa, um desafio. Um desafio que só poderá ser vencido se os franqueados forem missionários das crenças da marca.

Acredito que é preciso uma abordagem mais ampla da área de recursos humanos. Na verdade, é preciso o que chamamos de  gerenciamento do capital humano. Gerenciamento que vai além da padronização dos processos do atendimento: ele garante o comprometimento dos indivíduos com a empresa, com a marca. E isso envolve 4 passos: uma seleção bem elaborada; treinamento específico; remuneração adequada e ferramentas de avaliação de performance, nosso programa de vantagens. Um colaborador comprometido com a empresa faz muito mais do que cumprir processos de atendimento ao cliente. Ele faz parte de algo maior: Segue a cultura da empresa, passa a ser a própria marca.

Isso explica porque o mote da nossa regional foi “O mapa do Sucesso começa no ponto de partida”.