Gerar e gerir

Gerar e Gerir

A proximidade do Dia das Mães me levou à refletir sobre essas duas palavras: o gerar e o gerir. A maternidade é, obviamente, uma faculdade exclusivamente feminina, mas os homens também são dotados de força criativa. Essa força é fundamental na gestão de uma empresa.

O post dessa semana fala sobre isso. Sobre como todos podemos e devemos exercitar a criatividade, gerando atrativos que agreguem valor ao nosso dia a dia. Ao gerar estamos também gerindo.

Entendo que gerar é preparar-se para algo que vai nascer, uma nova fase de vida, um novo produto ou serviço ou, até mesmo, um ser.

Gerir é administrar aquilo que foi gerado. Gerar é abraçar cada nova ideia como se fosse um filho. Gerir é acompanhar o crescimento deste pequeno ser.

Gerar é pura emoção. Gerir é razão pura.

Durante a gestação nasce dois seres: O ser mãe e o ser filho. A mulher já existia, mas a mãe, nunca. Uma mãe é algo absolutamente novo.

O desafio que vem depois é gerir a nova mulher-mãe e o novo ser. Por isso, gerar um ser é mais complexo que gerar outras coisas. São dois seres nascendo.

Quero parabenizar todas as mães que geram a vida, todos os pais que geram mudanças constantes, todos os filhos que geram novas experiências..