Guia prático: Independência financeira, o primeiro passo para a liberdade

Guia_prático_Independência_financeira_o_primeiro_passo_para_a_liberdade.jpg.jpeg

Assim como você e eu, pessoas do mundo todo estão em busca da tão sonhada autonomia quando se trata de finanças. Por isso, passamos a nossa vida inteira imaginando como seria ter dinheiro para realizar os nossos desejos pessoais, como trocar de carro, fazer uma viagem internacional, reformar a casa e, acima de tudo, elevar a carreira profissional.

No entanto, com o decorrer do tempo, vamos criando uma imagem muito distorcida sobre o que é realmente ter independência financeira e começamos a pensar que este sonho apenas será alcançado quando conseguirmos um emprego fixo. Assim, não precisaremos mais depender da ajuda em dinheiro de outras pessoas, como dos nossos próprios pais, por exemplo. Porém, estas ideias equivocadas ainda não conseguem traduzir verdadeiro significado da independência financeira.

Sonhar em conseguir pagar as próprias contas é algo muito fácil, já que, na maioria das vezes, qualquer tipo de emprego oferece salários que são compatíveis com suas funções. Vamos supor que você consiga uma remuneração excelente, com vários zeros em sua conta bancária no final do mês, mas, ainda assim, tenha sua renda toda comprometida com as contas mensais e gastos necessários para manter seu estilo de vida, mas sem sobrar nada para aplicar em outras áreas. O que estou querendo dizer é que, ter dinheiro nem sempre significa que você é independente e que pode realizar todos os seus projetos.

Alcançar a autonomia financeira quer dizer que, mensalmente, você vai conseguir gerar um fluxo de renda suficiente para manter seu padrão de vida por tempo indeterminado, porém, este “sustento” não deve ser provisório, ele precisa fazer parte das nossas vidas, até mesmo quando já estivermos aposentados. Seguindo este raciocínio, fica mais fácil compreender porque tantas pessoas lutam por esta independência mas, mesmo assim, não conseguem realizar seus sonhos por não conseguirem equilibrar despesas x receita.

Entretanto, o segredo para não tornar este sonho um verdadeiro pesadelo sem fim pode ser abrir um negócio próprio e ter um empreendimento que dê lucros a médio e longo prazo. Assim, na medida que a empresa cresce, sua retirada mensal “pode crescer” junto. Mas, atenção! Para isso acontecer, é preciso reservar valores em busca da melhoria contínua garantindo inovação para seu negócio.

Um novo negócio gera novas oportunidades e perspectivas, mas também, novas responsabilidades. Abrir uma empresa não é uma tarefa simples, mas quem disse que seria fácil?

Quer ir atrás do seu sonho, mas ainda não descobriu como? Vamos conhecer melhor o que é ser empreendedor e qual o caminho que podemos seguir para construir uma empresa saudável que possa gerar educação financeira para todos. Acompanhe o post de hoje!

Afinal, o que significa empreendedorismo?

Você já parou pra pensar sobre o que é empreendedorismo? Com certeza, você já deve ter ouvido esta palavra muitas vezes por aí, mas talvez ainda não tenha parado para pensar melhor em seu real significado. Por isso, acho melhor contar esta história desde o começo!

O termo empreendedor foi utilizado pela primeira vez no século XVII e XVIII, na França, e era usado para referenciar pessoas ousadas que estimulavam o progresso econômico. Com o tempo, muitos economistas foram responsáveis por apresentar o empreendedorismo ao mundo através de teorias e ensinamentos que geraram uma grande mudança na economia mundial. Um deles foi o francês Jean-Baptiste Say, que afirmava que ser empreendedor era transferir recursos econômicos baixos a uma produtividade com retorno — em outras palavras, empreender era sinônimo de inovar um produto e garantir seu sucesso.

No entanto, desde seu surgimento, este termo foi sendo usado, principalmente, para diferenciar o empreendedor de um capitalista, ou seja, pessoas que forneciam dinheiro para determinados investimentos. Mas a confusão entre os nomes ainda não havia acabado: os empreendedores eram facilmente comparados aos profissionais de administração, apesar de suas funções serem bem diferentes. E, mesmo nos dias atuais, em pleno século XXI, existem pessoas que acabam confundindo as profissões de empreendedor e administrador.

O empreendedorismo surgiu no Brasil em meados dos anos 90 e, desde então, se tornou um processo muito importante para a economia do país. Nesta época de expansão, muitos fornecedores estrangeiros eram responsáveis por controlar os preços e ditar as regras em diversos setores. Porém, para enfrentar esta condição imposta, muitos empresários brasileiros precisaram oferecer produtos inovadores, capazes de competir com as versões importadas que já existiam no mercado. E o resultado não poderia ter sido melhor!

Mesmo com tantos termos e classificações, o empreendedor atual ainda é visto como um mero aventureiro no mundo dos negócios, entretanto, esta afirmação nos oferece uma visão limitada do que realmente significa o empreendedorismo. Ser empreendedor não quer dizer apenas abrir um negócio, já que qualquer pessoa com capital para investimento — sendo capacitada ou não — consegue abrir uma empresa nos dias atuais, seguindo todas as burocracias necessárias.

Por isso, além de ter um tipo de negócio, ser empreendedor pode ser considerado um comportamento, e apenas pessoas com esse dom profissional estão aptas a empreender com sucesso. Pessoas com espírito empreendedor conseguem enxergar talentos a distância e desenvolvê-los da melhor forma possível, desenvolvendo habilidades para gerir pessoas a partir de um ângulo mais inovador de mercado.

Depois de ler isso tudo, você pode estar imaginando: “Mas, afinal, o que independência financeira tem em comum com empreendedorismo?” E eu vou te responder com uma única palavra: tudo!

Quem aproveita o melhor momento para empreender consegue alcançar a tão sonhada independência financeira através de um processo mais criativo de trabalho. De modo geral, o empreendedorismo é o convite perfeito para aqueles que se consideram profissionais ousados e buscam de destacar no mercado. Conseguiu compreender como, indiretamente, uma palavra está ligada à outra? Então, vamos conhecer com mais detalhes quais são as vantagens de se tornar um empreendedor — indo muito além da autonomia financeira.

Conheça as vantagens de ser um empreendedor

Ser ou não ser um empreendedor, eis a questão! Assim como qualquer profissão no mundo, o empreendedorismo oferece vantagens e desvantagens, contudo, vale a pena conhecer todos os benefícios e descobrir por que cada vez mais pessoas estão se aventurando em um negócio próprio em busca de independência financeira.

Claro que abrir um negócio próprio, investir em uma ideia e conseguir fazer com que tudo dê certo é um grande desafio — enfrentado, principalmente, por pessoas que desejam conquistar seu merecido espaço no mercado de trabalho. Por isso, já preciso adiantar que a vida de um empreendedor não é moleza, mas é compensadora no final das contas. Mas chega de papo, vamos conhecer agora quais são as principais vantagens que fazem parte da rotina de um empreendedor. Espero que estes benefícios te motivem a pensar melhor sobre o assunto!

Liberdade e autonomia para decidir

Ser seu próprio chefe também é o sonho de diversas pessoas que já tiveram muitas experiências no cargo de colaborador, e uma das grandes vantagens em assumir este posto de líder é ter liberdade para gerenciar suas próprias decisões de acordo com o que achar adequado para aquele determinado momento.

Mesmo sendo uma enorme responsabilidade para o empreendedor, ter essa autonomia para escolher o que quer pode beneficiar especialmente a sua qualidade de vida, já que ele estará fazendo o que gosta e, ainda por cima, será o dono da empresa. Então, antes de se apropriar dessa ideia, pense em como será seu comportamento diante de uma empresa e quais ações serão necessárias para conseguir ter autonomia com inteligência.

Flexibilidade de horários

Você já imaginou não ter que programar o despertador para as seis da manhã todos os dias? Essa situação é o sonho da maioria das pessoas que possuem uma rotina como essa e gostariam de alterá-la. Além disso, quando estabelecemos nossos próprios horários de trabalho, conseguimos render além da carga horária tradicional. E essa situação ainda pode ser melhor ainda: quando estamos dedicando a cuidar do nosso próprio patrimônio, fica bem mais fácil saber o momento adequado para acordar, fazer pausas para descanso e alimentação, ficar até mais tarde etc.

Fazer aquilo que gosta

A motivação nos impulsiona a lutar pela independência financeira, por isso, fazer aquilo que temos verdadeira paixão é uma das maiores vantagens de empreender. Mas um dos grandes erros que a maioria das pessoas cometem é se dedicar a um tipo de negócio apenas interessado no alto retorno financeiro. Neste caso, pode ser que o empreendedorismo não seja capaz de te levar à realização pessoal, e o trabalho poderá se tornar exaustivo para quem o executa.

Este alerta é extremamente importante, pois, como foi dito, o empreendedorismo está ligado diretamente à nossa paixão por criar e inovar, e o sucesso financeiro é apenas uma das consequências de sua dedicação profissional.

Se desenvolver pessoalmente

Os problemas, as crises e todas as situações que costumam ser consideradas como desvantagens oferecem como resultado um aprendizado enriquecedor para a vida profissional e pessoal do empreendedor. Enfrentar os problemas que surgirão diariamente torna o profissional mais capacitado para lidar com os imprevistos e até mesmo prever situações indesejáveis.

De modo geral, amadurecimento é a palavra-chave que deve ser assumida em todos os momentos cruciais de quem possui um negócio próprio, sendo uma habilidade necessária para quem deseja buscar aprimoramento pessoal.

Correr riscos

Riscos? Sim, os riscos podem sim ser uma vantagem! Claro que, às vezes, se arriscar pode ser uma desvantagem, mas tudo depende do ponto de vista. Entretanto, quem aposta na carreira de empreendedor sabe bem que correr riscos é uma ótima oportunidade para descobrir inovações e criar produtos e serviços que consigam surpreender os clientes.

É por meio dos riscos que as melhores ideias surgem, fazendo com que eles sejam o combustível necessário para estimular a rotina de quem empreende e está disposto a evoluir sempre.

Empreendedorismo x Independência financeira

Como mencionamos anteriormente, muitas pessoas têm uma visão equivocada do que seria realmente conquistar o sonho da independência financeira. Claro que apenas começamos o assunto e ainda temos muitas coisas para saber sobre este conceito. Mas, como você já deve ter percebido, o empreendedorismo está diretamente ligado ao desejo de obter autonomia financeira, e através dele é possível abrir as portas para garantir uma maior estabilidade de recursos.

Mas, para que possamos compreender por completo estes conceitos, vale a pena relembrar o verdadeiro significado da independência financeira. Atualmente, quem consegue um bom emprego, com um ótimo salário, tem mais chances de comprar uma casa, um carro, fazer uma viajem, entre outros desejos que fazem parte da nossa vida. No entanto, estas realizações não impedem que você tenha momentos de crises e dificuldades relacionadas ao dinheiro.

Momentos de instabilidade são muito comuns, e é por isso que encontramos tantas pessoas com diversos bens materiais, uma poupança razoável e um emprego fixo, mas insatisfeitos com sua própria condição. Isso mostra o quanto o dinheiro não é capaz de nos oferecer uma felicidade completa, pois somente quando trabalhamos no que gostamos e sabendo controlar bem as finanças, conseguiremos nos tornar independentes financeiramente. E é aí que entra o empreendedorismo!

Responsável por oferecer independência e retorno financeiro, o empreendedorismo se tornou uma das profissões mais desejadas, principalmente entre os jovens da nova geração. Sendo a independência o principal motivo desta decisão, muitas pessoas estão descobrindo que, através da profissão de empreendedor, é possível montar um negócio próprio e obter, ao mesmo tempo, bons lucros e realização pessoal.

Por isso, somente os empreendedores que conseguem inovar, compreendendo as verdadeiras necessidades do mercado, criando maiores oportunidades para o investimento. De modo geral, existem muitos empreendedores que possuem excelentes ideias, mas não são capazes de colocá-las em prática, devido a falta de ousadia e coragem. Diante dessa postura, posso afirmar com toda a certeza do mundo que os empreendedores completos são aqueles que possuem ousadia e habilidades e atitudes capazes de levar uma ideia adiante.

Felizmente para aqueles que querem alcançar a liberdade financeira a partir do próprio negócio, essas habilidades não são um dom! É possível adquirir atitudes empreendedoras ao longo do tempo que permitem construir uma postura adequada e garantem que, no futuro, o profissional tenha uma vida financeira estável. Confira agora quais são as principais qualidades necessárias para um empreendedor alcançar o sucesso:

  • Iniciativa;
  • Persistência;
  • Comprometimento;
  • Ser atualizado;
  • Estabelecer metas;
  • Correr riscos;
  • Eficiência;
  • Fazer networking;
  • Confiança;
  • Monitoramento.

A seguir, falaremos um pouco mais sobre cada uma dessas qualidades de um empreendedor de sucesso.

Como ser um empreendedor de sucesso

Não existe uma fórmula mágica que ofereça poderes suficientes para tornar qualquer empreendedor um profissional de sucesso. Entretanto, alguns ingredientes podem nos ajudar nessa missão, nos capacitando através de qualidades e habilidades necessárias para quem decide se arriscar no mundo dos negócios em busca da liberdade financeira.

De modo geral, não é suficiente ser uma empreendedora, já que haverá diversos outros profissionais no mesmo caminho que você. A melhor forma para se destacar em meio aos concorrentes e se tornar uma boa profissional é adquirir qualidades que sejam capazes de dar continuidade ao próprio negócio e garantir o sucesso!

Tenha iniciativa sempre

Dar o primeiro passo é a atitude mais importante para começar a empreender — e, para isso, é preciso saber tomar a iniciativa. Ao invés de esperar a grande oportunidade chegar, ter iniciativa é capaz de proporcionar ao empreendedor uma visão mais ampla do seu próprio negócio. Assim, será mais fácil prever situações e vantagens do mercado. Para obter esta qualidade, é indispensável começar a se arriscar em pequenos negócios, buscando novas tendências e propostas.

Seja persistente

Cultivar a persistência não está limitado a prosseguir no mesmo erro. Pessoas persistentes são mais racionais, pois possuem a habilidade de rever situações, avaliando os possíveis erros a fim de consertá-los. A maioria das pessoas desiste facilmente nos primeiros obstáculos, mas é necessário se esforçar para atingir seus objetivos e persistir, sabendo identificar e correr os riscos certos.

Mantenha-se comprometido

O comprometimento é a chave para alcançar a independência financeira, por isso, é necessário ser responsável com os projetos assumidos e acreditar que os negócios vão dar certo. Profissionais comprometidos têm maiores chances de conhecer o sucesso mais rapidamente, então, se você quer saber como desenvolver essa habilidade, tente interagir mais com sua equipe, clientes, fornecedores etc.

Esteja sempre atualizado

Boas doses de conhecimento não fazem mal a ninguém, principalmente quando se trata da rotina de um empreendedor. Buscar novas informações de mercado, ficar por dentro das últimas tendências, conhecer as preferências dos consumidores e concorrentes, torna a experiência do cliente enriquecedora, com benefícios a médio e longo prazo. Uma boa maneira de manter-se atualizado é ter contato com artigos, jornais e revistas com assuntos do mercado, além de fazer pesquisas constantes.

Saiba estabelecer metas

Você, como uma boa empreendedora, precisa saber se organizar e definir bem os objetivos que deseja alcançar. A melhor forma de conseguir isso é estabelecendo as metas prioritárias, ou seja, organizar os próximos passos para atingir o melhor benefício. Mas lembre-se que esta tarefa precisa ser executada todos os dias, pois sempre haverá responsabilidades no caminho. Mas se ainda não sabe como organizar as atividades, crie uma planilha para facilitar nesta missão!

Saiba quais riscos correr

Quando você se torna uma empreendedora, os desafios são constantes em sua rotina. No entanto, superar estes obstáculos e correr riscos não quer dizer ser impulsivo, muito pelo contrário! Para cada situação, é necessário uma avaliação criteriosa por parte do profissional. Diante de uma alta competitividade do mercado de trabalho, deve-se levar em consideração ainda que “quem não arrisca não petisca”!

Mostre eficiência

Atualmente, é muito comum encontrar empreendedores no mercado com poucas chances de progressão devido a um trabalho improdutivo e monótono. Para enfrentar esta crise e superar os concorrentes, os profissionais precisam ser eficientes e se comprometer com seus clientes, atendendo suas principais necessidades da melhor forma possível.

Faça networking

Infelizmente, sozinho ninguém chega a lugar nenhum e, por isso, manter uma rede de contatos é essencial para abrir as portas para novas oportunidades e conquistas. Este relacionamento pode ser ampliado para clientes, fornecedores, sócios, amigos e até parentes, já que todos podem contribuir diretamente ou indiretamente para seu negócio.

Além disto, para conseguir aumentar estes contatos, comece a participar de eventos empreendedores, cursos presenciais, palestras e até mesmo tomar um café com um fornecedor — essa é uma boa forma de promover uma conversa produtiva para ambos os lados.

Seja confiante

Você acredita em seu trabalho? Confia que seus produtos e serviços são os melhores que podem oferecer? Então, você está pronto para começar a empreender com sucesso e pode estar a um passo da autonomia financeira. Contudo, não encare essa confiança como um otimismo devastador, veja a realidade à sua frente e esteja pronto para fazer mudanças caso seja necessário. Quando acreditamos no nosso próprio sucesso, estamos mais dispostos a lutar por ele, já que devemos manter a persistência em primeiro lugar.

Monitore suas ações

Como um empreendedor pode saber que está alcançando os resultados certos? Nem sempre será fácil conseguir essa resposta, mas se esse profissional conseguir monitorar todas os projetos que está executando, terá um parâmetro melhor do que pode ser mantido ou alterado. Na rotina de um empreendedor, é essencial não perder o controle, já que a organização é a peça-chave para alcançar o sucesso e a independência financeira.

Quantas vezes você planejou uma vida confortável, sem necessidade de atrasar contas, fazer financiamentos, pagar juros abusivos, renegociar dívidas, adiar projetos, entre outros desafios que insistem em cruzar os nossos caminhos todos os dias?

Cada vez mais, pessoas arquitetam um futuro melhor, espelhado na verdadeira independência financeira, mas chegar até o pote de ouro exige alguns sacríficos. Por isso, a rotina de um empreendedor é cheia de obstáculos, crises, problemas e reviravoltas,  mas todas elas podem ser superadas quando existe um profissional preparado e disposto a lutar até o fim pelo sucesso!

Aprendeu tudo o que precisava sobre como obter independência financeira? Está pronta para se tornar uma grande empreendedora e conquistar, aos poucos, seu lugar no mundo dos negócios? Foi um grande prazer ter você comigo, espero seu comentário para continuarmos esta conversa!