Todo mundo tá feliz

Este ano, a fundação Xuxa Meneghel promoveu com o patrocínio de grandes empresas, dentre elas, a Depyl Action, o Show de Natal da Xuxa. Em sua 4ª edição, esse grande espetáculo foi idealizado como uma forma de mobilização e sensibilização sobre o tema “Educação Positiva” visando influenciar no comportamento dos educadores.

Toda criança tem o direito de viver sem violência. Uma cultura de paz – que privilegia formas de educação não violentas – só é possível quando esses valores estão fortalecidos na sociedade. Ao propor um diálogo nas esferas culturais e sociais, o “Show de Natal Mágico” colabora para garantir o direito das crianças e adolescentes do nosso país a viverem protegidos e felizes. São convidadas ainda crianças e adolescentes de diversas instituições como as Comunidades Pacificadas (UPPs), Escolas Públicas, Movimento Fé e Amor, ProJovem Adolescente do CRAS Cecília Meirelles e CRAS Aluno Marcelo Cardoso Tomé, RIOinclui, Projeto de Ginástica de Trampolim do município de Piraí e do Projeto Vira Vida, iniciativa do SESI Nacional.
O evento contou com shows de Buchecha, da banda Restart, Luan Santana e Ivete Sangalo, que mesmo com o pé imobilizado, fez questão de participar do projeto,. Entre os presentes estavam a repórter global Glória Maria e suas filhas, Laura e Maria, o ator Cássio Reis e seu filho Noah e a apresentadora Ticiane Pinheiro que se emocionou com o fato de sua filha, Rafaella Justus, conhecer a “Rainha dos Baixinhos”.
“Sempre fui fã da Xuxa, queria ser paquita e ia ao show dela sempre. Hoje tive o prazer de ver a Rafa conhecendo Xuxa. Ela arregalou os olhos quando a viu. Estou muito feliz de ter sido convidada”, disse.
A fundação atende, em média, 1000 pessoas diariamente no Rio de Janeiro e realiza suas ações a partir dos eixos: Educação e Cidadania, Saúde, Nutrição e Agroecologia, Rede e Campanhas, Família e Comunidade, Arte e Cultura, Esporte e Lazer e Comunicação e Tecnologia, que incluem atividades de: educação pré-escolar, alfabetização, práticas corporais, oficina de cidadania, grupo de adolescentes para incidência política, jogos populares, grupos de leitura, oficina de histórias e de novos valores, informática, apoio a aprendizagem, oficina de movimento, artes visuais, coro, prática de conjunto, hip-hop, percussão, teatro, capoeira, jiu jítsu, educação alimentar e atendimento nutricional cuidados odontológicos, fonoaudiólogos, psicológicos e sociais.

Nós da Depyl Action entendemos que participar de um evento como esse, com foco na criança e no adolescente, é cuidar do futuro do nosso país. Quando crianças, sempre ouvíamos dizer que seriamos a esperança do nosso país e como ser essa esperança sem educação? A educação é a base para o crescimento pessoal e profissional de qualquer pessoa e o investimento em projetos deste porte são fundamentais para essa evolução,  por este motivo apoiamos tais iniciativas visando o crescimento de nosso país.

“Com fraternidade”

 

Hoje foi a nossa confraternização. Comemoramos as vitórias que alcançamos ao longo do ano, brincamos, comemos e bebemos. Mas será que é só isso? Como o próprio nome diz, “com fraternidade”. Reunir com fraternidade é compartilhar, perdoar e recomeçar, esse é o sentido de confraternizar.

Convivemos diariamente e mesmo assim, normalmente, não nos conhecemos. Não sabemos quais as preferências dos nossos colegas porque estamos ocupados demais para prestar atenção no que agrada o outro. O relacionamento humanizado está ficando extinto, as pessoas se conhecem apenas superficialmente. Vale aproveitar para refletir não só nas metas alcançadas, mas na qualidade das relações que construímos ao longo do ano.

Uma grande empresa não é aquela que tem o maior número de funcionários e, ou a maior infraestrutura física, mas a que possibilita oportunidades de crescimento, maior e melhor diálogo e, principalmente, compreende que GRANDE é aquela que busca lucros sem perder a consciência humanitária, incentivando o respeito entre todos. Uma GRANDE PESSOA é aquela que reconhece seus erros e busca evoluir incessantemente. Uma GRANDE EMPRESA tem como colaboradores GRANDES PESSOAS que formam uma GRANDE EQUIPE,  aprendendo com erros, comemorando vitórias, recomeçando sempre que preciso for.

Penso que uma grande empresa é feita de atitudes, de pessoas capazes que acreditam e realizam o mesmo sonho com os mesmos valores.

Tulipas não nascem no deserto

 

 

Tulipas não nascem no deserto.  São flores de cultivo criterioso, só florescem quando um conjunto de fatores se completam.

A afirmação parece óbvia, mas pode gerar uma reflexão mais profunda:
Vivemos em ambientes que podem contribuir ou prejudicar os resultados almejados. Cuidar do nosso habitat é preservar a relação entre as pessoas. O deserto está longe de ser um local fértil, é preciso arar a terra com persistência e com amor. Preparar a “casa” para receber; não é isso que fazemos quando estamos a espera de alguém? Quando iniciamos um processo de implantação de uma nova unidade Depyl Action, estamos preparando o terreno para escolher os melhores “bulbos” e plantar. Quando chegar a hora, essas magníficas flores vão começar a se desenvolver dando corpo a um time. Cultivar é uma arte e um bom líder sabe que a qualidade do ambiente é fundamental para que as pessoas possam se desenvolver a cada dia.
Um time competente, engajado e comprometido com os propósitos da empresa são reflexo de um cultivo saudável.
Embarque nesta reflexão e traga para sua vida um novo olhar a respeito dos ambientes, suas relações e seus porquês.
Analise, faça escolhas, cultive, erre, corrija, mas construa um caminho, o seu.
As práticas diárias e a atenção às relações podem levá-lo a descobrir que cultivar as tulipas é tão gratificante quanto vê-las floridas.
Não basta chegar lá. A questão é como cultivar as tulipas que você plantou.

De líder para líder

“A vontade de fazer, tem que ser maior do que a vontade de chegar lá” – Bernardinho

Entre os dias 25 e 28 de outubro pude participar de mais uma incrível experiência proporcionada pela Associação Brasileira de Franchising, a 12ª edição da Convenção da ABF que ocorreu na Ilha de Comandatuba (BA).Neste encontro pude perceber a maturidade desta Associação, que já é a maior do mundo em números de associados. É impressionante como a entidade consegue reunir, ano após ano, as maiores redes do Brasil.

As convenções da ABF são sempre muito ricas: trocamos experiências, ampliamos nossa rede de relacionamentos, discutimos melhores práticas para o franchising e nos inspiramos para aplicarmos melhorias com os novos conhecimentos absorvidos.

Na 12ª edição do evento, participei de mesas redondas que abordaram assuntos relevantes ao nosso dia a dia, com especialistas que trouxeram para o evento experiências na gestão de negócios, empreendedorismo, sustentabilidade, dentre outros temas. Grandes nomes no âmbito econômico e empresarial, como Wiliam Waack e Roberto Justos, deixaram também informações de grande relevância, mas, sem dúvida alguma, o ponto alto do encontro foi a palestra-  a melhor que já vi na vida, diga-se de passagem- do técnico da seleção brasileira de vôlei masculino, Bernardo Rocha de Rezende, o Bernardinho, que falou sobre excelência, conquistas e liderança.

O grande técnico, e economista por formação, iniciou a plenária abordando sobre a importância da formação de um bom time de profissionais para o sucesso do negócio: ‘Precisamos de um time que jogue defendendo uma causa. Comprometimento e força de vontade são importantes em qualquer equipe, em qualquer setor de atuação’, afirmou.

Para ilustrar as preocupações cotidianas na gestão de uma operação e apresentar soluções, Bernadinho utilizou diversas situações vividas por ele, ao longo de sua carreira no esporte e evidenciou, também, sobre a necessidade contínua de se buscar eficiência, além de abordar sobre o papel do líder em um negócio.

 Segundo ele, para que o negócio prospere, cada um deve assumir a sua responsabilidade e, assim como nas quadras, os líderes precisam ter uma relação de parceria para liberar o potencial das pessoas de forma a maximizar as suas potencialidades e alcançar o sucesso.

“’Muita determinação associada ao talento é igual a ídolos ou marcas. Neste sentido está o papel do líder, que é extrair da sua equipe, sempre o melhor” – Bernardinho

O doce sabor da infância

A chegada do dia das crianças me levou a refletir sobre a criança que existe em cada um de nós.Crescer sem deixar de “ser criança” é um dom. É claro que não estou falando sobre viver em um mundo lúdico e sem grandes responsabilidades. Estou falando sobre saber viver de forma leve, com tratativas sinceras. De acreditar nas pessoas sem medo, de demonstrar afeto, de nos relacionar com parentes, colegas e amigos sem armaduras.

Mas como equilibrar a maturidade, que acompanha tantas responsabilidades, sem perder a alegria e a pureza de uma criança? Acredito que esta seja a “fórmula mágica” que todos procuram para ser feliz, na vida pessoal ou no ambiente corporativo.

Somos orientados a educar as crianças e, por isto, nos esquecemos dos ensinamentos que estes pequenos seres podem nos dar para uma vida melhor. Sendo assim, proponho aqui um manifesto para que possamos viver um dia de cada vez, crescer sem perder a essência da criança que existe em nós e colorir um pouco essa vida de “gente grande”:

 Que tenhamos a sabedoria de viver intensamente cada momento, sem “perder a cabeça” ou “tirar os pés do chão”. Que sejamos curiosos por opção, descobrindo novos sabores, novas cores, novos risos. Que peçamos ajuda quando não soubermos algo, pois não saber de tudo não é errado. Que saibamos a hora certa e tenhamos palavras delicadas para aplicar a sinceridade, não ferindo com nossa franqueza, mentir ou enganar. Que não percamos a emoção, mesmo que a razão seja exigida. Que sejamos criativos para lidar com o inesperado. Que possamos sonhar e desejar o impossível sem julgamentos. Que consigamos resgatar nossa inocência diante às adversidades da vida. Que tenhamos  menos malicia nos olhos e julgamento nas palavras. Que tenhamos garra, entusiasmo, espontaneidade. Que possamos demonstrar sentimentos, distribuir beijos, abraços, ideias. Que consigamos gostar e acreditar mais em nós mesmos e em nosso potencial. E façamos sempre o bem, sem olhar a quem.

 
“(…) Todas as pessoas grandes foram um dia crianças – mas poucas se lembram disso.” Antoine de Saint-Exupéry