Experiência e Excelência

blog_excelencia

Ainda durante o recesso de final de ano, me pego pensando sobre o ano que está começando. Ano de Copa e de Eleições – dois eventos que vão colocar o Brasil e nossos políticos à prova.

Ano de muito trabalho para os empresários Brasileiros dispostos a crescer em meio a tantos desafios. O cenário atual e as previsões para a economia em 2014 não são nada otimistas. Como fazer para transformar isso tudo em oportunidade? Como planejar o ano?

Se tudo acontecer conforme previsto, o comércio vai fechar, o transporte vai piorar, a inflação vai subir, o pibinho vai diminuir… Haja coração! Ou seria competência?

Para crescer em meio a tanta turbulência, temos que nos doar em dobro, se apaixonar em dobro, planejar em dobro e fazer algo diferente. Se já era bom, tem que ficar melhor. Tem que ficar Excelente.

experiência do cliente deve ser única e encantadora. É por isso que estamos comprometidos em trabalhar pela excelência e prontos para apresentar a autentica depilação Brasileira.

 

Um exemplo de sucesso

01Semana movimentada. Acabo de voltar de São Paulo, onde estive tratando de negócios e prestigiando o evento da Revista Claudia, que destaca a atuação de grandes mulheres brasileiras em nossa sociedade. Nossa…Como tem gente fazendo a diferença! Um aprendizado e tanto; muito, muito bom!

Amanhã é a vez de Montes Claros. Fui convidada para dar uma palestra no Projeto Minas Franquia, um programa do Sebrae que estimula a formação de novos franqueadores e o franchising aqui no Estado.

O setor de franquias brasileiro é considerado o quinto maior do mundo, superando a marca de 18 bilhões de faturamento anual. Conta com mais de 1000 redes franqueadoras e gera 564 mil empregos, segundo a Associação Brasileira de Franchising – ABF.

É nisso que o Sebrae está apostando ao oferecer às micro e pequenas empresas mineiras oportunidades de expansão de seus negócios. Uma bela iniciativa.

Quando começamos, não haviam programas específicos de apoio para o setor, nem tão pouco orientações mercadológicas que pudessem direcionar nossas escolhas. Havia sim, uma enorme vontade de ver um sonho se realizar e dar certo. Tivemos intuição, determinação e atitude empreendedora. Persistimos e não nos abatemos diante de tantos desafios encontrados pelo caminho. Fomos vencendo um a um e acumulando aprendizados valiosos. Erramos muito também e, com isso, aprendemos muito sobre o que não deve ser feito.

Sinto-me feliz e lisonjeada por ver a Depyl Action servindo como referência de sucesso para diversos empreendedores, ao mesmo tempo que podemos compartilhar nossas experiências e, com isso, contribuir com outros empreendedores. A Depyl Action é assim, só entende o sucesso quando ele vem em conjunto, para todos, com todos.

 

 

 

O zum-zum-zum do verão

 insetos

Eles estão em toda parte. E agora, também no verão. Coloridos, divertidos, inusitados e quase invisíveis.

Joaninhas, besouros, aranhas e as infalíveis, femininas e esvoaçantes borboletas estampam as tendências do verão em marcas descoladas Brasil afora.

O trend dos insetos decolou no verão de 2013 do hemisfério norte, quando Alexander Mc Queen se inspirou nas formas e nas cores das abelhas para criar seus looks e acessórios. E por falar em acessórios, os maxicolares de insetos também estão em alta e já se tornaram os queridinhos dos fashionistas de plantão.

O animal print já é tendência há algum tempo, mas as zebras e as onças nunca estiveram tão coloridas. E misturadas! Aliás, misturar estampas está vindo com tudo nessa estação. Imagine combinar poás com oncinhas, flores com insetos, listras com étcnicos…O barato é inventar e se você quer se tornar uma adepta, a grande dica é fazer o mix sempre na mesma gama de tons. Escolha uma cor e combine tudo a partir dela. Vai ficar um luxo!

O colorido do Brasil e nosso clima tropical favorecem essa criatividade e o uso de estampas exóticas. E não deu outra durante a Convenção Depyl Action na Praia do Forte. Sinal de que o mundo da moda pode muito bem andar (ou seria desfilar?) junto ao mundo dos negócios.

A verdadeira mágica

Disney-Castle-Wallpaper

Essa semana, participei de um workshop muito interessante da Disney Institute Quality Service e quero compartilhar com vocês.

A abordagem da Disney para a qualidade em serviços se resume em um conjunto de práticas relativamente simples, traduzidas pelo seguinte conceito: o poder do serviço está na nossa capacidade de criar uma conexão emocional com o cliente.

Essa conexão se dá muito mais por meio das sensações e sentimentos do que pela própria comunicação verbal. Quer ver um bom exemplo? Ao ir em uma consulta médica e, ainda na recepção, vê um vaso com uma planta totalmente seca. o que você pensa? “Eu pensaria que se o médico não sabe cuidar nem daquela planta, quem dirá de mim”

Uma pesquisa revela que 93% da comunicação não é verbal. Isso significa que devemos estar atentos ao conjunto de sinais que enviamos o tempo todo. Ou seja, os olhos realmente são o espelho da alma e o ambiente que trabalhamos, ou vivemos, reflete nossos valores. No caso de uma empresa e até mais amplo, a atenção deve ser dobrada a todos os pontos de contato com a marca. O cliente pode até não perceber tudo de uma só vez, mas com certeza vai sentir. E é isso que importa.

Outra coisa muito relevante e que foi amplamente enfatizado pela Disney é que não adianta propagarmos algo que está nos manuais de gestão de pessoas se o discurso não for verdadeiro. Ou seja, devemos tratar nossos colaboradores como queremos que os nossos clientes sejam tratados: “Até que ponto você, genuinamente, se importa com as pessoas que trabalham em seu negócio? Na mesma proporção, seus colaboradores se importam com seus clientes.”

O que faz bem pra você, faz bem para todo mundo. E não existe nenhuma mágica, mas muita sensibilidade e trabalho por trás disso.

O que que a Bahia tem?

O que que a Bahia tem?

Confesso que estou completamente contagiada pelo astral dessa terra. O mistério do contentamento se revela em sorrisos abertos, gestos espontâneos, num sotaque cheio de melodia e numa maneira muito peculiar de lidar com a vida.

Não é à toa que é de um baiano, mais precisamente de Caetano, a música Alegria, Alegria. “Caminhando contra o vento, sem lenço e sem documento…” É ou não é a mais exata expressão da descontração, da leveza do não compromisso, da liberdade de simplesmente sentir o vento e se entregar ao instante que está por vir.

“Os olhos cheios de cores, o peito cheio de amores…” tudo remete à plenitude, ao completo, cheio, satisfatório. Puro deleite que é bem a atmosfera que permeia a paisagem baiana.

Não queria deixar de compartilhar isso com vocês. Mesmo porque, somada à expectativa da nossa convenção, esse momento ganha uma dimensão muito especial.

E assim me despeço, “sem fome e sem telefone, no coração do Brasil”. Quero aprender com os baianos e me deixar invadir por esse clima.

Apostar na alegria: “eu vou, por que não, por que não, por que não….”